Xiaomi: empresa investirá R$ 82 bilhões em pesquisa no objetivo de ultrapassar a Samsung e Apple

Os aparelhos Xiaomi alcançaram o advento nos últimos anos. Os celulares estão cada vez mais populares e muito do sucesso é em razão do nível de qualidade oferecido pela marca. O objetivo nas próximas décadas é aperfeiçoar o que já está excelente. Foi o que informou o fundador da empresa Lei Jun.

De acordo com o presidente, o intuito é desenvolver uma enorme estratégia de investimento de 100 bilhões de yuans (R$ 82 bilhões) em pesquisa e desenvolvimento para os próximos anos. Com a manobra, especialistas acreditam que a maior meta é superar a Apple e a Samsung em qualidade e vendas.

As expectativas explicadas por Lei Jun é que Xiaomi se torne a maior corporação de celulares premium na China nos próximos três anos. Os olhos também estão voltados para o posto de maior fabricante de celulares em todo o mundo dentro do mesmo período. Caso isso venha a acontecer, a chinesa ultrapassará com folga a Apple e a Samsung.

Segundo o CanalTech, para isso, a Xiaomi ainda precisa se alinhar às estratégias da Samsung e Apple, que tem oferecido aparelhos excelentes na categoria flagship. Ambas as empresas (Apple e Samsung) também oferecem sistemas operacionais cada vez melhores com pelo menos quatro anos de atualizações, algo que a Xiaomi ainda precisa avançar para conquistar o cenário global.
Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp