Vigilância Sanitária apreende mais de 60 cigarros eletrônicos em festa de Palmas

Festa aconteceu nesse fim de semana próximo à um shopping da capital.

A Vigilância Sanitária apreendeu cerca de 60 cigarros eletrônicos que estavam sendo comercializados em uma festa no centro de Palmas. Os aparelhos estavam sendo vendidos ilegalmente uma vez que no Brasil, a venda do item é proibida desde 2009.

De acordo com a prefeitura, os fiscais levaram dois termos em desfavor da comerciante, um termo de apreensão e um auto de infração. Além disso, será aberto um processo administrativo sanitário e “a depender do resultado do julgamento do processo, a pessoa fica sujeita à aplicação de advertência e multa”, contou um responsável da Vigilância Sanitária.

O consumo do produto não é proibido no Brasil, apenas a comercialização. A resolução 46/2009 da Anvisa alega que não há dados científicos que comprovem a segurança desses dispositivos, uma regulação desses itens está em fase de discussão e deve ser concluída até 2023.

A inspetora sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas, Silvana Teixeira, alerta sobre o uso dos aparelhos que podem ocasionar em doenças respiratórias e cardiovasculares. “Os cigarros eletrônicos expõem o organismo do usuário a uma série de elementos químicos, o que contribui para a rápida progressão de um quadro de saúde”, diz ela.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp