Justiça Eleitoral declara inelegibilidade do governador afastado Mauro Carlesse

O juiz da 2ª Zona Eleitoral, Nilson Afonso, declarou inelegíveis pelo prazo de oito anos o governador afastado de Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), a prefeita do município de Gurupi, Josi Nunes (PSL), e o vice-prefeito, Gleydson Nato (PDT). Segundo a sentença, Carlesse teria usado recursos públicos para beneficiar Josi nas eleições de 2020.

De acordo com o juiz, as condutas ilícitas que teriam sido praticadas são: abuso de poder político por meio da utilização de bens e servidores públicos, uso de veículos oficiais, pagamentos de sites de notícias e distribuição de cestas básicas sem critérios objetivos durante o ano eleitoral.

A decisão foi baseada na notícia-crime apresentada por Gutierrez Torquato (PSB) e Eduardo Fortes (PSDB), candidatos a prefeito e vice derrotados em Gurupi.

A prefeita e o vice disseram, por meio de nota, que estão tranquilos. O governo afastado afirmou que respeita o trabalho da Justiça, mas que a decisão tomada gera insegurança.

O advogado que representa os políticos no processo informou que vai recorrer da sentença.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp