Três pessoas são executadas em estrada vicinal perto de Miracema

Três pessoas foram executadas a tiros em uma estrada vicinal na Serra da Lopa, perto de Miracema do Tocantins, na região central do estado. Uma quarta vítima conseguiu sobreviver, mesmo recebendo cinco tiros, e está internada no Hospital Geral de Palmas, sob escolta policial.

A Polícia Civil disse que os quatro homens foram abordados por outros quatro indivíduos que estavam em dois carros diferentes e se identificaram como policiais. No momento em que conseguiram que as vítimas deitassem no chão, os atiradores começaram a execução. O homem que sobreviveu conseguiu fugir do local durante a confusão.

A Polícia Militar informou que foi chamada para ir ao local no começo da tarde deste sábado (6). Quando os policiais chegaram, encontraram as três vítimas no chão ao lado de um carro Volkswagen modelo Gol, com placas de Palmas.

Uma desta pessoas ainda tinha sinais vitais quando os PMs chegaram e foi socorrida. Ela foi levada por uma das viaturas para a Unidade de Pronto Atendimento de Miranorte, que era a mais próxima do local. Depois, a PM recebeu a informação de que esta pessoa também não resistiu aos ferimentos.

Até o momento apenas um dos três mortos foi identificado. Se trata de Alex Hilário da Silva, que não teve a idade informada.

Nenhum suspeito foi preso até o momento. A PM informou que avisou o delegado de plantão sobre o fato, e que ele esteve presente no local junto com a perícia. O carro estava parado no meio da pista perto de uma fazenda chama A3. Duas das vítimas estavam do lado direito e uma do lado esquerdo do veículo. Todas as portas e o porta-malas estavam abertos.

O caso está sendo investigado pela 68º Delegacia de Polícia Civil (DPCTO), de Miracema. “As investigações preliminares apontam que, as quatro vítimas, três executados e um sobrevivente, são moradores de Luzimangues. As quatro pessoas ocupantes dos dois veículos que abordaram as vítimas, os autores das execuções, por enquanto, ainda são desconhecidos”, disse o delegado Heliomar dos Santos Silva.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp