Simone Biles denúncia FBI por omissão em abusos sexuais

Ginasta campeã e cerca de 90 outras ginastas norte-americanas acusam a Federação de cooperar para omitir a informação do público.

A ginasta Simone Biles e outras 90 ginastas norte-americanas processaram o FBI em US$ bilhão por “negligência” no escândalo de abuso sexual envolvendo o ex-médico Larry Nassar.

“O FBI sabia que Larry Nassar era um perigo para as jovens quando o ataque contra mim foi relatado pela primeira vez, em setembro de 2015”, disse a ginasta Maggie Nichols.

As acusações foram enviadas ao escritório do FBI ainda em julho de 2015 e rapidamente a investigação foi interrompida, precisando de outro relatório em maio de 2016. “As outras vítimas e eu fomos traídas por todas as instituições que deveriam nos proteger”, disse a ex-campeã olímpica McKayla Maroney.

Em dezembro de 2021, as autoridades esportivas americanas pagaram US$ 380 milhões em indenização às vítimas de Larry Nassar. No atual processo, as ginastas exigem US$ 1 bi por omissão de informação, que fez com que Nassar continuasse a agredir meninas e mulheres jovens.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp