Sete servidores do Detran são afastados após operação contra clonagem de veículos do Exército

Operação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão em Tocantinópolis e Araguaína após uma investigação que apurou a clonagem de 3,3 mil veículos do Exército. Além dos mandados, sete servidores do Detran Tocantins foram afastados do cargo.

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO), demonstrou apoio a toda a investigação e informou em nota que foi oficiado pela Justiça Federal e está dando cumprimento às determinações. De acordo com as investigações, os suspeitos clonavam chassis de veículos do Exército para obter documentos legítimos e legalizar veículos roubados.

A operação, intitulada Fiat Lux, estima que 10 mil adulterações tenham sido feitas no sistema veicular brasileiro, somando mais de R$ 500 milhões de prejuízo. A Justiça afastou das funções 95 servidores do Detran de todo o país, sendo 85 do Detran SP, 7 do Detran-TO e 3 do Detran-MG. Outros 20 despachantes também foram afastados no estado de São Paulo.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp