Produção brasileira de soja na safra 2021/22 deve crescer 3,9%

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) anunciou nesta quinta-feira, 26, as perspectivas para a agropecuária na safra 2021/2022 de grãos. De acordo com os números, a produção de soja deverá ser de 141,26 milhões de toneladas, um crescimento de 3,9% ante a atual safra.

Quanto à produtividade, a estimativa é de 39,91 milhões/hectare, aumento de 3,6% em relação a 2020/2021. “Estimamos que a produção seja de 3.539 kg/ha em 2022, um acréscimo de 0,29%. Esse incremento pode parecer pequeno, mas é muito significativo frente à alta tecnologia que já é empenhada no campo”, considera o gerente da Gerência de Produtos Agrícolas da entidade, Fernando Gomes da Motta.

Exportações
Com o aumento da demanda chinesa e câmbio elevado em 2022, a Conab aposta em exportações da ordem de 87,58 milhões de toneladas. “Mesmo com um aumento de produção para a safra 2021/2022, estima-se que a diferença entre oferta e demanda mundial seja pequena no ano que vem, o que implica na manutenção da relação estoque/consumo mundial ainda em níveis baixos”, destaca Motta. “Além disso, os baixos estoques norte-americanos devem dar suporte aos preços internacionais em 2022”, completa.

Assim, as demandas chinesa e brasileira aquecidas, o câmbio atrativo e a frustração da próxima safra norte-americana devem ser favoráveis ao país, mantendo-o como o maior produtor da oleaginosa no mundo, seguido de Estados Unidos e Argentina.

Na projeção global, o Conselho Internacional de Grãos (CIG) aponta para uma produção de 380 milhões de toneladas do grão na safra 2021/2022, contra 382 milhões estimados no mês passado, mas acima das 362 milhões da atual safra.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp