Prefeito de Riachinho é denunciado por nepotismo e tem 90 dias para exonerar familiares

O prefeito do município de Riachinho, Ronaildo Bandeira da Cruz, foi notificado pelo Ministério Público do Tocantins por nepotismo durante a gestão municipal. O prefeito tem até 90 dias para exonerar parentes, até o terceiro grau, de vereadores, vice-prefeito e secretários municipais que ocupem função comissionada ou gratificada.

A notificação foi emitida pelo Promotor de Justiça da Comarca de Ananás, no dia 4 de fevereiro, após ser constatado os casos de nepotismo. A recomendação ainda cita que o órgão não contrate empresas que os representantes sejam parentes dos gestores ou dos dirigentes municipais.

Ronaildo Bandeira tem até 10 dias úteis para informar ao MPTO sobre a decisão de acatar ou não a recomendação. Após esse prazo inicial, será necessário encaminhar as cópias de todos os atos de cancelamento de contrato, exoneração e/ou rescisão.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp