Policial penal teria disparado 15 vezes contra PM do Pará

Confusão que aconteceu em Augustinópolis deixou quatro pessoas feridas e um PM morto.

A investigação sobre a morte do policial paraense Hudson Thiago Lima de Almeida concluiu, nesta quarta-feira (20) que o policial penal Leonildo Sousa Cruz, também da força de segurança do Pará, efetuou pelo menos 15 disparos contra o PM.

O caso aconteceu no dia 10 de abril, em Augustinópolis, norte do Tocantins. Leonildo Sousa está preso preventivamente e a defesa ainda não se manifestou publicamente. Segundo a investigação, os disparos foram efetuados após um atrito insignificante, entre um parente e o timão de um dos policiais militares que estava na festa.

Outras três vítimas, que não tinham envolvimento na discussão, foram atingidas. Leonildo Sousa Cruz foi iniciado por homicídio consumado e quatro tentativas de assassinato, uma que outro PM saiu ferido. Todos os crimes qualificados por motivo fútil e perto comum. A prisão preventiva foi decretada e ele segue preso na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG) de Araguaína (TO).

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp