Polícia Civil investiga grupo suspeito de clonar telefones e invadir perfis no Instagram

Ação conjunta acontece no Tocantins e em São Paulo.

A Polícia Civil do Tocantins investiga nesta quinta-feira (30) um grupo suspeito de clonar telefones e invadir contas em redes sociais. Após hackearem as contas pessoas das vítimas, a quadrilha praticava estelionato e extorsão.

Apenas nesta manhã, a equipe cumpriu 14 mandados sendo três de prisão temporária e 11 buscas em endereços suspeitos no estado de São Paulo (SP). Durante a operação, foram apreendidos cartões bancários, chips, documentos falsos, aparelhos celulares e computadores.

Além desse foco, há suspeitas de que haja crimes de lavagem de capitais e falsificação de documentos públicos. A operação foi batizada de Paralela.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp