PF prende mecânico de aeronaves em operação contra o tráfico internacional de drogas

A ação faz parte da operação Catrapo, que está sendo realizada pela Polícia Federal de Mato Grosso. Ao todo foram cumpridos 28 mandados de busca e 13 de prisão temporária expedidos pela 5ª Seção Judiciária de Mato Grosso para os estados de São Paulo, Pará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Amazonas, Paraná, Rondônia e Tocantins.

Um mecânico de aeronaves foi preso no aeroporto de Gurupi, no sul do estado, durante uma operação da Polícia Federal contra o tráfico de drogas internacional na manhã desta quarta-feira (6). Uma aeronave que estava com o homem também foi apreendida. O avião estava sendo monitorado pela polícia e supostamente teria sido utilizado no transporte de entorpecentes.

Conforme as investigações, a quadrilha era liderada por um ex-major da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, preso em junho deste ano na Hungria.

As investigações apontam que o grupo usava aeroportos de fazendas privadas no interior do Mato Grosso para transportar cocaína adquirida no Peru e na Bolívia até a Europa, além de utilizar as propriedades para armazenar o entorpecente, e mudar os prefixos das aeronaves para cometer os crimes.

Segundo a PF, ao longo das investigações, o grupo chegou a ter até três aviões com o mesmo prefixo. Durante as investigações, a Polícia Federal interceptou duas toneladas de cocaína e identificou R$ 40 milhões em patrimônio.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp