Perfis falsos de Netflix, Amazon Prime Video e Disney Plus se espalham na web

Por meio das páginas na internet, os cibercriminosos oferecem falsamente assinaturas gratuitas em plataformas de streaming. Tudo isso mediante cadastro em um site falso, criado para captação de informações pessoais e disseminação de malwares.

dfndr lab, laboratório especializado em cibersegurança da PSafe, identificou uma rede de perfis falsos com quase 500 contas criadas no Twitter, Facebook, TikTok e Instagram, com mais de 654 mil seguidores e 2.5 milhões de curtidas juntas. Elas são usadas para disseminar e aplicar golpes, utilizando indevidamente marcas de plataformas de streaming como NetflixAmazon Prime Video e Disney Plus.

“As mensagens de phishings podem chegar via SMS, aplicativos de mensagem ou e-mail. Ao clicar, a vítima é direcionada para um site falso, onde há um formulário de cadastro para que a vítima receba o código da suposta assinatura grátis”, informa o executivo-chefe de segurança da PSafe, Emilio Simoni. “Porém, as informações fornecidas pela vítima nesse falso cadastro serão utilizadas posteriormente para aplicar novos golpes.”

Entre os possíveis prejuízos, de acordo com dfndr lab, estão o furto de perfis nas redes sociais, clonagem de cartões de crédito, e até empréstimos em nome da vítima.

“As páginas pedem dados pessoais como nome, CPF, endereço, número de telefone e podem até pedir dados de cartão de crédito ou conta bancária”, alerta Simoni. “De posse desses dados, os cibercriminosos podem, por exemplo, se passar pela vítima em um aplicativo de mensagens pedindo dinheiro ou acessar redes sociais, dando golpes nos contatos dessas vítimas.”

Como identificar perfis fakes?

Primeiramente, é preciso ter em mente que é necessário desconfiar de toda e qualquer promoção que ofereça qualquer vantagem acima da média. Mesmo assim, dependendo do tipo de golpe é muito difícil distinguir uma mensagem fake de uma original.

“Os cibercriminosos estão cada vez mais personalizando seus golpes e enviando mensagens tão individuais às vítimas, que fica difícil saber se é real ou não. Neste caso, só uma solução de segurança pode contribuir para que a pessoa não caia em golpes”, pontua o executivo-chefe de segurança.

As ferramentas de cibersegurança dfndr security e o dfndr enterprise, do dfndr lab, por exemplo, garantem essa eficácia porque são baseados em Inteligência Artificial. Desta forma, conseguem identificar qualquer link ou arquivo malicioso em segundos, bloqueando potenciais ameaça.

“Somente de janeiro a abril deste ano bloqueamos o correspondente a um perfil falso em redes sociais por hora. Isso porque a inteligência da nossa solução faz uma análise dos links dos perfis fakes, que costumam seguir um padrão, além de palavras-chave próprias destes golpes. Desta forma, ela identifica e bloqueia esses perfis para que os usuários não se tornem vítimas”, explica Simoni.

Dicas de segurança

  • Instale uma solução de segurança em seu dispositivo;
  • Eles detectam links de golpes e de perfis falsos em tempo real no WhatsApp, Facebook Messenger, SMS e navegadores;
  • Verifique se a página que você está seguindo é oficial e confiável;
  • Evite clicar e compartilhar links de fontes desconhecidas, especialmente os que forem compartilhados via aplicativos de troca de mensagem e redes sociais;
  • Nunca informe dados pessoais em links de procedência duvidosa;
  • Crie o hábito de duvidar das informações compartilhadas na internet, principalmente quando se tratar de: supostas promoções, brindes, descontos ou promessas de emprego;
  • Na dúvida, você pode sempre testar se um link é confiável, gratuitamente, no site do dfndr lab
Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp