Palmas marca 17 graus: Onda de frio tem feito palmenses tirar os casacos do armário

“Hoje de manhã estava tremendo os queixos”, disse a Letícia Lima Andrade, de oito anos.

Ao longo do dia ficou mais quente, mas mesmo assim tinha gente de blusa de frio. “Estava muito frio essa madrugada, de manhã. Eu estou até de jaqueta, morrendo de frio até agora”, comentou a atendente Leandra Andrade.

Quem pensou que a onda de frio não iria chegar à região norte do país se enganou. Nestes últimos dias a capital do Tocantins chegou a marcar 17 graus e o resultado não foi outro: muita gente com blusa de manga comprida e casacos.

Geralmente nessa época do ano o Tocantins está bem mais quente que em outros meses, pois o período seco se aproxima, mas dessa vez está até fresquinho. O meteorologista Cleber Souza, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), explica de onde é que está vindo esse frio todo.

“Essa massa de ar tem origem no polo sul e a tendência, com a dinâmica atmosférica, é vir avançando pelo Brasil. Esse frio ou friaca, relacionada com essa frente fria, é a terceira do ano e chegou muito intensa. A gente ainda está no outono, o inverno ainda nem chegou. Então, outras massas de ar com essa intensidade poderão vir, futuramente, atuar no Brasil”, explicou.

Nas redes sociais, inclusive só se falava dessa onda de frio. Nascida no Tocantins e acostumada o clima, a Laryssa Paiva disse que fez até sopa na janta para esquentar o corpo.

Palmas registra temperaturas mais baixas que o normal — Foto: Reprodução

“Para quem falou que a frente fria ia desviar aqui do Tocantins, acho que se enganou um pouquinho porque eu senti, como uma tocantinense raiz, um friozinho diferente, um vento mais ameno durante o dia. Uma coisa totalmente atípica em uma época do ano que costuma ser tão quente. A gente tirou aquela camisa escondida do armário, fez aquela sopa na janta e vamos torcer para que esses dias se prolonguem”, disse a advogada Laryssa Paiva.

Como o tocantinense não sabe fingir costume, pode deixar os casacos fora do guarda-roupas porque a previsão para esse fim de semana é de até 15 graus de madrugada e no início da manhã. A Cristina de Lima Andrade mora em um setor de chácaras e está até preocupada com a friaca.

“A gente mora em um setor de chácaras e estava dando 16 graus. Isso em Palmas é inédito”, comentou a assistente social.

Quem é da região norte do estado vai aproveitar o friozinho também. Em Araguaína, por exemplo, os termômetros devem chegar a 18 graus. Em Gurupi a expectativa é de 16 graus, de acordo com o núcleo de meteorologia da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins).

Quem é tocantinense de coração ou nascimento tem que gostar do calor para viver bem, mas lá no fundo também gosta de sentir um friozinho às vezes e está até feliz com esse clima fresco. “Tomara que venha mais frio aí porque o calorzinho estava muito quente”, brincou a Leandra.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp