Pacientes de Hospital em Araguaína precisam utilizar caixas de papelão como ‘travesseiros’

Imagens do descaso foram registradas por uma acompanhante.

Imagens de descaso no Hospital Regional de Araguaína (HRA) foram registradas por uma mulher nesse domingo (17). Os pacientes são mostrados no corredor do hospital e alguns chegam a utilizar caixas de papelão como travesseiros.

Elizalda Paiva, que acompanha a mãe de 72 anos na unidade, conta que muitas macas estão estreladas e as caixas de papelão são colocadas pela própria equipe de saúde. “Todas as macas têm caixas de papelão. É ruim porque são caixas que iriam para o lixo e eles [funcionários] usam para colocar na cabeça do paciente”, conta a mulher.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) as macas serão encaminhados para manutenção, pois estão com um defeito na peça responsável pela elevação do leito.

Elizalda ainda conta que a situação dos acompanhantes também é precária. “Os acompanhantes estão no corredor igual sardinhas na lata, ficamos sentados numa cadeira. Para irmos ao banheiro precisamos entrar nos quartos, procurar um banheiro disponível, tem paciente que não gosta. Enfim, não tem um banheiro específico para quem está no corredor”, disse.

A SES emitiu uma nota explicando a situação. Veja na íntegra.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) informou que a equipe técnica do Hospital Regional de Araguaína orienta todos os pacientes sobre a utilização de itens inadequados dentro da unidade hospitalar, devido ao risco biológico de contaminação, como por exemplo, a caixa de papelão utilizada pelo paciente citado.

Foto: Reprodução

Sobre a maca utilizada pelo paciente, a mesma será encaminhada para manutenção, uma vez que, encontra-se com defeito na peça que realiza a elevação do leito. Enfatizamos que a direção geral do HRA já tomou providências e fará a transferência imediata do paciente para outro leito.
Esclarecemos ainda, que os pacientes que estão no corredor, receberam um primeiro atendimento e aguardam conclusão de diagnóstico clínico, podendo receber alta médica ou ser transferido para outras alas do hospital.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp