Operação realizada pela PF mira suspeitos de cometer fraudes no auxílio emergencial

Cinco policiais federais cumprem mandamento de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal de Palmas, no município de Miracema

Nesta quarta-feira, 04, a Polícia Federal deflagrou a Operação “Injusta Parcela” para investigar suspeitos de fraudar o benefício auxílio emergencial do Governo Federal. Cinco policiais federais cumpriram um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal de Palmas, no município de Miracema.

A Polícia Federal apurou durante as investigações que os investigados receberam o equivalente a três parcelas do benefício de forma fraudulenta e busca agora verificar se há organização criminosa envolvida na aplicação dos golpes. Se o crime for constatado, os envolvidos responderão, na medida de suas responsabilidades, pelo crime de furto mediante fraude ou estelionato.

A Polícia Federal destacou que, em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp