MPTO investiga nepotismo nos cargos públicos de Araguaçu

O prefeito de Araguaçu, Jarbas Ribeiro Ivo (Avante), está sendo investigado pelo MPTO por nomear seus familiares, parentes de secretários e de vereadores para cargos públicos, ao todo foram citados 16 nomes.

O inquérito que apura o caso foi instaurado no dia 1° de outubro e publicado no Diário Oficial do MPTO de quinta-feira, 7. O promotor de justiça Eduardo Guimarães Vieira Ferro ressaltou a proibição da prática de nepotismo e afirmou que a nomeação de parentes, cônjuges ou companheiros para exercer funções na administração pública, sem aprovação em concurso público, fere o principio de acessibilidade aos cargos públicos e o princípios constitucionais de isonomia, impessoalidade e moralidade.

Acompanhe a lista de nomes citados pela investigação até o momento

1. Maria Alice Pereira da Silva, esposa do prefeito e secretária do Trabalho;
2. Beatriz Pereira da Silva, cunhada de Jarbas nomeada secretária de Finanças
3. Oneide Moura Cortez, Paulo Lucas Lira Rezende e Nilva Ferreira Lira Rezende que são respectivamente mãe, esposo e sogra da Procuradora do Município, Ana Cláudia Jorge Cortez.
4. Andressa Ramos Ferreira, diretora da Secretaria de Assistência Social e esposa do secretário municipal de Educação, Geovane Soares Gois;
5. Elvina Barbosa Putencio Sousa, ocupante do cargo de assessor 1 no gabinete do prefeito, cunhada de Maria Alice, secretária do Trabalho;
6. Paulo Caetano de Lima, chefe da Divisão de Tesouraria, filho do secretário do Meio Ambiente, Leizi Espíndola de Caetano Lima;
7. Débora Rodrigues Ferreira, Assistente Administrativo e esposa do secretário de Administração, Daniel Paes;
8. Saulo Milhomem, empregado de uma empresa que presta serviços ao município e filho do vice-prefeito Divino José da Silva;
9. Ana Pauli Santana Rocha, prestadora de serviços à Secretaria de Saúde do município e esposa de Leizi Espindola, secretário do Meio Ambiente;
10. Isabella Milena Cristhina Lopes, chefe de gabinete do prefeito e esposa do vereador Almir Ferreira Lopes;
11. Nathália Rafhaela Milhomem, no cargo de assessor 1 do gabinete do prefeito e enteada do presidente da Câmara de Araguaçu, José Willian de Oliveira
12. Luciene Milhomem Brito, no cargo de assistente, Chefe da Junta do Serviço Militar e esposa do presidente da Câmara José Willian;
13. Alonso Magalhães Pereira, chefe da Divisão de Almoxarifa, cunhado da vereadora Sônia Marques;
14. Felipe Monteiro Lopes. Secretário de Planejamento e Gestão, cunhado do vereador Almir Ferreira Lopes.

O Ministério Público do Tocantins recomendou a exoneração, dos que estão em situação de nepotismo, no prazo de 30 dias.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp