Ministério Público do Trabalho pede suspensão da base do Santos por suspeita de trabalho infantil

MPT de São Paulo pede suspensão de todas as atividades com menores de 14 anos.

O Ministério Público do Trabalho de São Paulo (MPT-SP) pediu, por meio de uma ação civil pública, que o Santos Futebol Clube suspenda todas as atividades nas categorias com menores de 14 anos. A denúncia é de que o clube estaria promovendo trabalho infantil clandestino nas categorias de base.

No documento, o procurador Diego Catelan afirma que foi flagrado o trabalho infantil de 75 crianças e adolescentes menores de 14 anos que ingressaram nas categorias sub-11 e sub-13 “sem contrato de aprendizagem, sem remuneração adequada e sem direitos”.

A multa caso o Santos não suspenda as atividades, está aplicada em R$ 100 mil por dia. E ainda indenize, por danos morais coletivos, um total de R$ 3 milhões. O clube tem até 26 de julho para apresentar uma defesa.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp