Indígenas pedem afastamento do presidente da Funai

O pedido de afastamento do presidente Marcelo Xavier, será entregue nesta quinta, 5, à Justiça Federal de Brasília

O pedido de afastamento por motivos de improbidade administrativa, foi proposto pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) que recorreu à Defensoria Pública da União. As denúncias contra Marcelo dizem que o presidente é a favor da demarcação de terras indígenas e que facilita a ação de grileiros, além de se omitir quanto ao direitos indígenas.

O coordenador jurídico do coletivo, Luiz Henrique Eloy Terena, alegou em pronunciamento que os atos do presidente da fundação, vão ser de conhecimento da justiça
“Nós vamos levar ao conhecimento da Justiça Federal vários atos que o presidente da Funai vem praticando nesses últimos anos que vão desde o abandono da defesa dos povos indígenas, atuação contrária aos direitos dos povos indígenas e perseguição aos povos e organizações indígenas. E com isso fica muito claro que o presidente Marcelo Xavier tem atuado ferindo os princípios constitucionais que orienta a administração pública federal e essa será a base do pedido de afastamento” disse ele.
A DPU propôs uma ação civil pública contra o governo federal e a Funai, para a Apib o atual governo é muito ligado aos ruralistas e isso apresenta um grande risco para os povos originários.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp