Homem condenado por estupro e assassinato de jovem de 19 anos

Caso aconteceu em 2018 em Palmas.

Cristiano Barros de Sousa foi condenado a mais de 23 anos de prisão por estuprar e assassinar a jovem Daiane de Oliveira de Sousa, de 19 anos, em junho de 2018, embaixo da ponte sobre o ribeirão Taquaruçu Grande. O MPE alegou que vítima foi levada até o local de “forma amistosa”, foi atingida na cabeça mais de três vezes com um pedaço de madeira e teve o rosto desfigurado. A acusação afirmou que o assassinato aconteceu para esconder o crime de estupro.

Na época, o corpo da jovem foi encontrada por um pescador. Cristiano chegou a confessar, em depoimento, que havia matado Daiane. O réu teve a pena agravada por agir mediante dissimulação e utilizar recurso que dificultou a defesa da vítima, além de cometer um crime para esconder outro. A pena será cumprida primeiramente em regime fechado, mas a defesa ainda pode recorrer.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp