Governo tem 24h para se manifestar a respeito do pedido de suspensão do show de Wesley Safadão na Agrotins

Ministério Público Estadual interviu após o valor da despesa ser divulgado. A apresentação custará R$ 630 mil aos cofres públicos.

A Justiça determinou um prazo de 24 horas para o governo do Tocantins se manifestar a respeito do pedido feito pelo Ministério Público Estadual. O órgão pede que a apresentação do cantor, contratada por R$ 630 mil, seja suspensa.

A verba é proveniente de emendas conseguidas por deputados. O show está marcado para quinta-feira (12) como parte da programação da 22ª edição da Feira Agrotecnológica do Tocantins.

O pedido de suspensão partiu do promotor Vinicius de Oliveira e Silva, da 9ª Promotoria de Justiça de Palmas. O juiz José Maria Lima, da 2ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas, informou que emitirá a decisão caso a Procuradoria do Estado não se manifeste.

O MPE argumenta que a verba da emenda pode ser usado em áreas mais urgentes do município, como saúde e educação.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp