Google libera cadastro que corta 50% das taxas de desenvolvedores

Foto: Google Play

Desenvolvedores que publicam apps no Google Play já podem se inscrever para o programa que cortará 50% da taxa de serviço cobrada pela gigante das buscas a partir de 1º de julho. A ação, anunciada pela big tech em novembro de 2020 e confirmada em março deste ano, se aplica a quem atingir o teto de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões em conversão direta do dia) de ganhos no período de 12 meses. Sobre o montante, serão aplicados 15%. No restante, os 30% habituais.

Diversos profissionais receberam um e-mail da companhia explicando como tudo funciona. Para aderir ao benefício, é preciso criar um grupo de contas no Google Play Console, opção já habilitada no painel de gerenciamento e utilizada para vincular perfis às Associated Developer Accounts (ADAs). Dessa maneira, a empresa verificará se o interessado se qualifica para esta e outras promoções com base nas contas associadas.

Configurar um perfil de pagamentos e aceitar os termos do serviço são outros passos necessários. Uma vez finalizado o processo, um banner na parte inferior da página indicará a redução prometida.

Vale lembrar que a validade do cadastro começa após a conclusão dos procedimentos, o que pode acontecer depois da data de início das vantagens – por exemplo, se a pessoa entrar para o programa em 3 de julho, o ano será contabilizado a partir disso, não retroativamente.

Foto: Google Play

Detalhes do programa

Diferente da Apple, em que o mesmo desconto é ativado somente até os primeiros US$ 1 milhão e depois desativado permanentemente, o Google expande a concessão anualmente. Neste caso, se um desenvolvedor levantar US$ 3 milhões em 12 meses, pagará 30% sobre US$ 2 milhões; então, a conta é “zerada” novamente para o período seguinte, voltando os 15% até o limite. Com a empresa da Maçã, o máximo se manterá.

Para auxiliar o público, tutoriais estão disponíveis aqui e aqui. “Muitos desenvolvedores têm uma única conta de desenvolvedor e, nesse caso, não terão contas de desenvolvedor associadas (ADAs, na sigla em inglês). Se você tiver apenas uma conta de desenvolvedor, ainda precisará criar um grupo para essa conta”, destaca a companhia.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp