Foguete indiano falha em lançamento e perde satélite

O foguete indiano GSLV Mk II, que carregava o satélite EOS-3, sofreu uma falha técnica e não conseguiu entrar em órbita na terra. O caso ocorreu na quarta-feira (11), no Centro Espacial de Satish Dhawan, na costa leste da Índia. Segundo a Organização de Pesquisa Espacial Indiana (Indian Space Research Organisation – ISRO), a carga e o foguete foram perdidos.

A falha ocorreu pouco mais de 5 minutos após o lançamento, no terceiro e último estágio do processo. “O desempenho do primeiro e do segundo estágios foi normal. No entanto, a ignição do Estágio Superior Criogênico não aconteceu devido a um problema técnico. A missão não pode ser realizada como planejado”, disse a ISRO.
O satélite tinha como objetivo o monitoramento rápido de desastres naturais, como ciclones e tempestades, e entraria em órbita geoestacionária, a cerca de 36 mil km acima da linha do Equador. Não foi divulgado o que aconteceu com o foguete e a carga, mas Jonathan McDowell, astrônomo que trabalha nos Estados Unidos, disse que ambos provavelmente caíram a oeste da Tailândia, no Mar de Andaman.

Atrasos
A Organização Espacial da Índia teve uma série de atrasos devido às severas consequências da pandemia de covid-19 no país. No ano passado, somente dois lançamentos orbitais foram realizados na Índia.

Esta foi a segunda tentativa em 2021, sendo a primeira em fevereiro deste ano que, de forma bem-sucedida, lançou o primeiro satélite feito totalmente no Brasil: o Amazônia 1. O equipamento brasileiro tem como objetivo fornecer dados de sensoriamento para acompanhar o desmatamento no país.

Com a alta do turismo espacial, a Índia está trabalhando para lançar sua primeira missão tripulada, prevista para acontecer em 2023.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp