Família de Miranorte denuncia que médicos do HGP esqueceram gaze dentro de paciente

Mãe da vítima conta que uma bolsa de secreção estourou.

Uma família de Miranorte, centro do estado, denuncia a falha de uma equipe médica do Hospital Geral de Palmas (HGP). A família conta que os médicos esqueceram uma compressa de gaze dentro da paciente durante uma cirurgia no mês de março.

A paciente é Andrielly Fernanda Oliveira Jardim, de 28 anos, que tinha problemas na coluna desde 2019, após sofrer um acidente de trabalho. Ela passou por dois tratamentos e duas cirurgias para retirada de hérnia de disco lombar, a primeira em fevereiro de 2021 e a segunda em 14 de março de 2022.

Fotos: Arquivo Pessoal

A mãe da jovem, Darcilene Jardim de Sousa, conta que descobriram o tecido dentro da filha após uma bolsa de secreção se formar no local da cirurgia. “Ela não se recuperou, não melhorava. Estava todo dia no hospital, não se alimentava, não dormia e foi ficando muito debilitada. Quando estava com uns 25 dias da cirurgia começou a inchar as costas e ficar um tipo de bolsa próximo da cirurgia. Com 30 dias estourou e saiu muita secreção. Foi para o hospital, passaram bastante antibiótico até que começou a sair um tecido de dentro da ferida”, contou a mãe.

Ainda segundo a mãe, nesta terça-feira (3) uma médica tentou retirar o tecido “a força”. “Nós conseguimos entrar aqui só que eles não querem fazer a cirurgia. Tentaram tirar na marra, mas ela não aguenta, grita de dor porque é grande o tecido. Não sei o que fazer. Só dizem que estão organizando, mas não fazem nada. Pedi uma ressonância para ver, mas até agora só apareceu essa médica machucando ela”, contou.

Leia na íntegra a nota da Secretaria Estadual de Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) informa que a paciente mencionada por este veículo segue internada no Hospital Geral de Palmas (HGP) recebendo os cuidados que o seu quadro clínico necessita.

A SES-TO destaca que a Direção Geral do Hospital foi informada do caso e solicitou que o Núcleo de Segurança do Paciente para verificar o caso específico dessa paciente para que após a análise e emissão do relatório as medidas cabíveis sejam tomadas.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp