Dia do Psicólogo: profissionais que se reinventaram em meio à pandemia

Nesta sexta-feira, 27, é comemorado o Dia do Psicólogo, esse profissional que no contexto hospitalar, tem a função de auxiliar o paciente em seu processo de adoecimento, visando à minimização do sofrimento provocado pela hospitalização, devendo prestar assistência ao paciente, seus familiares e a toda equipe de serviço.

O papel do psicólogo no ambiente hospitalar teve que ser ressignificado diante da pandemia do covid-19. Com a nova rotina imposta pela crise pandêmica, a relação entre colegas de trabalho e pacientes também foi alterada. Assim, a psicologia se tornou fundamental em contextos clínicos.

A responsável pelo setor de psicologia do Hospital Geral de Palmas (HGP), Núbia Alencar, ressalta o momento vivido pela população. “Nesses quase dois anos de pandemia, tivemos que readequar as condutas necessárias da rotina hospitalar em prol da segurança de pacientes e servidores. Uma das mudanças foi à implantação do boletim médico diário sobre o quadro de pacientes internados.”

Em virtude das visitas restritas foi necessário reinventar as possibilidades de abordagens no atendimento aos familiares. “Devido à impossibilidade de atendimento presencial, tivemos que utilizar recursos tecnológicos para fortalecer o vínculo de confiança com as famílias e minimizar a angústia do afastamento. Nós realizamos contato telefônico para oferecer suporte emocional frente às mudanças do quadro, agravamento e riscos envolvidos,” ressaltou a coordenadora.

A psicóloga Déborah Neila de Carvalho, atua no HGP há 7 anos, fala sobre as principais demandas. “Uma das demandas que mais aumentaram na pandemia, foi em relação á procura dos familiares, pois com a restrição das visitas, nós nos tornamos a intermediação entre a equipe médica, o paciente e a família, e o fato deles não poderem mais ver e tocar seus familiares, trouxe muita angústia e ansiedade tanto para os familiares quanto para os pacientes. O suporte psicológico via telefone também foi uma novidade para nós, e o lado positivo é que alguns familiares que não tem condições financeiras de estar vindo na Unidade diariamente, agora podem contar com esse suporte telefônico não só para receber os boletins médicos como também apoio psicológico.”

 

O diretor geral do HGP, Leonardo Toledo, reconhece a dedicação e competência de todos os profissionais da psicologia, junto aos servidores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “Promover um atendimento humanizado é essencial tanto para pacientes quanto para os profissionais da saúde, e para isso esses profissionais precisam estar estáveis emocionalmente. Por isso, o papel da psicologia se mostra tão importante em tempos como esses.”

Atendimentos

A equipe de psicólogos do HGP, conta com 39 profissionais que atendem demandas no ambulatório de especialidades, pronto socorro, unidade de internação, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), adulta e pediátrica.

De janeiro a julho deste ano, a Psicologia Hospitalar do HGP realizou mais de 9.000 atendimentos para pacientes internados e mais de 7.000 atendimentos aos familiares.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp