Criança de 8 anos morre de Covid-19 em São Paulo

Ana Luísa morreu após um mês internada e mãe da menina pede por liberação da vacina para crianças.

Ana Luísa dos Santos Oliveira, de apenas 8 anos, morreu por complicações da Covid-19 em Guarujá (SP). A mãe da menina, a vendedora Valkíria Alice dos Santos, de 39 anos, contou que toda a família já estava imunizada e esperavam pela liberação dos imunizantes para crianças. “Eu creio que, se ela tivesse tomado, poderia ter pego, mas não desse jeito. Seria fraco, e não tão agressivo do jeito que foi. Tem que liberar essas vacinas para as crianças”, suplicou Valkíria.

A família mora no Distrito de Vicente de Carvalho, em uma cidade litorânea de São Paulo, a mãe explica que a filha não tinha qualquer diagnóstico de comorbidade e suspeita de que a menina tenha contraído o vírus indo à escola. “Aqui em casa não foi. Creio que foi no colégio, após liberarem o retorno de 100% [da capacidade]. Às vezes, as crianças não têm sintomas”.

Valkíria lamenta muito a morte da filha e defende a vacinação para crianças para que outras mães não passem por isso. No diagnóstico, a mãe diz que a Ana Luísa começou com sintomas de resfriado e em um hospital infantil chegaram a dizer que era dengue. “Fizemos todos os cuidados, repouso, mas até aí, crente que era dengue. Ela ficou com uma tosse muito estranha, levei ela no médico, que falou que poderia ser suspeita de Covid-19”, relatou. Depois disso, Ana ficou internada um mês e não resistiu.

A Prefeitura de Guarujá informou que desde o começo da pandemia, em março de 2020, a cidade registrou três óbitos crianças menores de 12 anos.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp