Começa nesta quarta-feira julgamento do caso da boate Kiss

Julgamento acontece em Porto Alegre com quatro réus acusados pela morte de 242 pessoas.

Vai a julgamento hoje (01/12) os quatro réus acusados pelas mortes de 242 pessoas e tentativas de homicídio de outras 636 no incêndio da boate Kiss, em Santa Maria, que aconteceu em janeiro de 2013. As sessões tiveram início às 9h e o Tribunal de Justiça estima que demore cerca de 15 dias.

A princípio, o juiz responsável Orlando Faccini Neto da início aos casos de isenção e dispensa de jurados e pedidos formulados pelas partes, ao todo, 25 jurados serão sorteados e a defesa e Ministério Público podem negar até três, cada um, sem motivar a recusa. O julgamento é adiado caso o número de pessoas para a formação do conselho, não seja suficiente.

Posteriormente, 14 sobreviventes serão ouvidos e questionados pelo juiz, pelo Ministério Público, pelo assistente de acusação e pelos defensores dos réus, nessa ordem. O desembargador Antônio Vinícius Amaro da Silveira, informou que um depoimento pode levar horas. Outras 19 testemunhas serão ouvidas.

Os últimos a serem ouvidos são os réus, seguindo ordem e critérios das outras etapas. “Um depoimento não deverá ser interrompido. Vamos prezar para que isso não aconteça, e também não vai se iniciar um depoimento que vá ser muito longo já num período crítico do dia. Isso vai ter que ser muito bem administrado pelo magistrado e em conformidade com as partes envolvidas, para que a coisa aconteça de uma forma bem razoável”, diz Silveira.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp