Com ajuda da Interpol, Polícia Federal do Tocantins cumpre mandado de busca no DF

O investigado é suspeito de armazenar conteúdo pornográfico envolvendo abuso infantil.

A Superintendência Regional da Polícia deu início nesta quinta-feira, 14, à operação apelidada de “Rapina 007” para cumprir mandado de busca e apreensão no Distrito Federal. O objetivo da busca é investigar um homem que utiliza suas redes sociais e outros sites ilícitos para armazenar e compartilhar imagens de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes.

O mandado foi expedido pela Vara Federal de Gurupi e foi cumprido em Vicente Pires, no DF. As buscas contam com o apoio da Interpol após cooperação jurídica internacional com os EUA. A organização National Center for Missing and Exploited Children (NCMEC) encaminhou um relatório onde eram identificados dezenas de imagens pornográficas de crianças e adolescentes na posse do investigado. O suspeito pode responder pelos crimes de oferecer, trocar, disponibilizar, possuir e armazenar conteúdo sexual explícito envolvendo criança ou adolescente, a pena pode chegar a 10 anos de reclusão.

Durante a semana, outro homem chegou a ser investigado em Araguaína por armazenar mais de 600 imagens de pornografia infantil.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp