Brasil não é convidado para cúpula do G7 pelo 3º ano seguido

O encontro será sediado pela Alemanha, atual presidente do grupo, de 26 a 28 junho na Baviera, estado do sudeste alemão. Reunirá as 7 principais economias do mundo: EUA, Canadá, Japão, França, Reino Unido, Itália e Alemanha.

Os países do G7 tem o costume de convidar para os seus encontros países que de destaque. O objetivo é ouvir as perspectivas de nações em desenvolvimento sobre a economia mundial.

O porta-voz do governo da Alemanha, Steffen Hebestreit, disse nesta 2ª feira (2.mai.2022) que o país convidará os líderes da África do Sul, Índia, Indonésia e do Senegal para participar da cúpula do G7. O Brasil fica novamente de fora da lista de convidados. A informação é da Reuters.

Na presidência de Jair Bolsonaro (PL), esse é o 3º ano que o Brasil não é convidado para o encontro. Em 2019, o presidente da França, Emmanuel Macron, optou por chamar Chile, Egito, África do Sul, Senegal, Índia e Ruanda.

Já em 2020, o presidente Bolsonaro disse que o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, o convidou. Mas o evento teve que ser adiado por causa da pandemia. Em 2021, o Reino Unido chamou representantes da Austrália, Índia e Coreia e do Sul.

O Itamaraty ainda não se manifestou sobre o caso.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp