Bombeiros recolhem lixo no lago de Palmas

Mais de 100 pessoas participaram do projeto Lago Limpo. Cerca de 1 tonelada de lixo foi coletada dentro da água e às margens do lago.

Bombeiros encontraram pneus e até uma bicicleta ao mergulharem no lago de Palmas, durante uma ação realizada neste sábado (16). O projeto Lago Limpo coletou cerca de 1 tonelada de lixo dentro da água e às margens das praias da capital.

Mais de 100 pessoas participaram da ação, entre estudantes do Colégio Militar Margarida Lemos Gonçalves, bombeiros militares e pessoas da comunidade.

Os voluntários foram divididos em grupos e coletaram resíduos nas praias da Graciosa, das Arnos e do Prata. Os bombeiros também fizeram mergulhos no no lago, embaixo da ponte da Amizade, onde foram encontrados pneus, sacos, cadeira de fio, roda e a bicicleta.

Militares do Corpo de Bombeiros já monitoravam as áreas a serem cobertas pelo projeto e mapiaram a localização para que os grupos pudessem recolher os entulhos, muitas vezes deixados pelos banhistas.

“A ideia desse projeto nasceu durante os mergulhos. Enquanto trabalhávamos, detectávamos muito lixo submerso”, explicou o major Rafael Menezes, comandante da Companhia Independente de Busca e Salvamento (CIBS) e autor do Projeto Lago Limpo.

A ação é realizada com o objetivo de deixar os pontos turísticos mais limpos, bem como contribuir para a preservação das espécies que vivem no lago.

“Ela tem cunho ambiental e por isso ganha importância, não só para quem frequenta os lugares turísticos de lazer em Palmas, como também para todo o conjunto de peixes (ictiofauna) existente no lago”, destacou Menezes.

Por trás da ação do Projeto Lago Limpo, os organizadores também buscam a conscientização da comunidade, para o uso sustentável do reservatório, sem acúmulo de lixo ou depredação do meio ambiente.

“Temos por objetivo a conscientização sócio ambiental da população e dos turistas. A gente observa que cada vez mais a quantidade de lixo nos arredores do Lago está aumentado, e é preciso uma ação inversa, gerando a consciência de que cada um é responsável pelo lixo que produz, e ele não pode ser descartado nas praias, ilhas e nem mesmo na água do Lago”, concluiu o comandante.

Compartilhe com facebook
Compartilhe com twitter
Compartilhe com linkedin
Compartilhe com skype
Compartilhe com telegram
Compartilhe com whatsapp